quarta-feira, 18 de março de 2015

9 dias no Paraíso - Fernando de Noronha

 Fernando de Noronha

Esse é o segundo post da série Fernando de Noronha. No primeiro, contamos as delícias culinárias da região. A variedade de bons restaurantes na Ilha faz qualquer turista voltar com alguns quilinhos a mais rsrsrs, mas é por uma boa causa, ou melhor, por várias boas causas. Quem conferiu o Roteiro Gastronômico em FN ficou com água na boca.

Hoje vamos contar sobre a aventura da Dupla durante 9 dias no paraíso. Se vocês estão pensando em visitar o local, se preparem para conhecer um dos lugares mais lindos do mundo! Mas isso não é novidade pra ninguém, basta ver as fotos publicadas na internet pra perceber que não estamos falando de um lugar qualquer, mas de um lugar muito próximo do que entendemos por paraíso.



A beleza de FN, sua rica fauna marinha e toda a simplicidade do local, fazem com que a gente queira voltar muitas outras vezes e olha que o mundo é muito grande pra repetir lugar, mas alguns lugares valem a pena serem repetidos :)

Essa é uma aventura que sai cara! As passagens pra Noronha costumam ser bem salgadinhas, mas é possível encontrar promoções, principalmente entre os meses de junho e agosto, em que existe um incentivo de 30% de desconto. Além disso, é possível voar com milhas ou aproveitar algumas promoções que acontecem ao longo do ano. As duas companhias que fazem o trecho são a gol e a azul, saindo de Recife e Natal.

Outra coisa que encarece muito a viagem é a taxa ambiental que, atualmente, é de R$ 51,40, por dia. A taxa pode ser paga pela internet no site oficial. Caso haja necessidade de saírem antes do pretendido é possível obter a restituição, antes de embarcarem para o continente.Também é possível prolongar a visita, pagando pela renovação da permanência. Aconselho o pagamento pela internet. A princípio, a fila no aeroporto é maior, mas em compensação, anda mais rápido que a fila das pessoas que não pagaram pela internet. Se optarem por pagar no local (aeroporto de FN), aconselho pagarem em dinheiro, porque também funciona mais rápido.

Assim que chegarem em Noronha, sugiro procurarem o posto do Projeto Tamar. É lá que se paga outra taxa, sim, mais uma taxa !!! Mas, duplas, não se espantem! Só quem conhece FN entende que esse é o dinheiro mais bem gasto do mundo. Na verdade, é um ingresso para entrar no Parque Nacional de Noronha. E vocês vão precisar desse ingresso, pois as atrações mais bonitas fazem parte desse parque. Atualmente, o ingresso pode ser comprado pela internet e custa R$ 81,00 para brasileiros e R$ 162,00 para estrangeiros. Os pontos de apoio contam com banheiros, duchas, lanchonete e lojas do projeto Tamar. As trilhas são bem cuidadas e tudo é limpo e organizado.

Após retirarem o ingresso, indico atravessarem a rua para agendar as trilhas. Façam isso assim que chegarem na Ilha, principalmente se for em algum feriado ou alta temporada. Pra vocês terem uma ideia, chegamos no sábado de carnaval e só tinha agendamento para quarta-feira de cinzas. O agendamento pode ser feito de segunda a sexta-feira, de 8:30 às 12h e 14 às 18h; sábados e feriados de 15 às 18h e domingo não tem. Algumas trilhas precisam de guia e existe a indicação de alguns. É preciso verificar a disponibilidade deles.

Contato dos guias para agendamento



Pronto, depois de todos essas burocracias (entrar no Paraíso tem seu preço) o resto vai ser só curtição !!! Preparem-se pra conhecer um dos lugares mais lindos do mundo. Só conhecendo FN pra entender a necessidade da preservação (e, por isso mesmo, o seu alto custo).

A melhor época pra curtir Noronha é setembro, período em que as águas estarão mais calmas. Fomos em fevereiro, no carnaval. Pegamos sol, chuva e swell, mas nada que impedisse a gente de curtir todos os dias do passeio. Lá funciona mais ou menos assim: o mar de dentro (voltado para o continente) costuma ter águas mais tranquilas; o mar de fora, águas mais agitadas. Quando entra o swell, se não tiver vento, isso inverte!

Com relação aos passeios, existe um Ilha Tour que é indicado para aquelas pessoas que vão passar poucos dias em Noronha. Ele percorre todas as praias e tem um pit stop para o almoço, não incluso. É interessante para ter uma visão geral e eleger as praias preferidas para os próximos dias na Ilha, por isso, recomendo fazer logo no primeiro dia. Pra quem for alugar buggy ou for passar muitos dias em FN, não recomendo. É possível conhecer todas as praias por conta própria!

Outro passeio bem legal é a volta na Ilha de barco combinado com o planasub. Fizemos pela empresa Trovão dos Mares, com o almoço a bordo incluído no preço. A embarcação é grande, com espaço confortável para todos. Uma dica é ficar no primeiro andar, na proa (parte da frente do barco), porque senão fica difícil tirar foto com os golfinhos, apesar de serem centenas. A parada para o almoço é na praia do Sancho. Enquanto o almoço e a embarcação são preparados, a galera desce para fazer flutuação na praia. O passeio é bem legal, vale muito a pena ! Infelizmente deixamos pra fazer o planasub em outro dia e nos demos mal, porque entrou o swell e o porto, normalmente com águas calmas, ficou bem agitado :((


planasub


O planasub, pra quem não conhece, são pranchas (umas 6) presas à uma lancha, que vai "rebocando" os passageiros. Quem não quiser muita aventura, pode ficar fazendo apenas uma flutuação com o snorkel. Quem quiser um pouco mais de emoção, pode direcionar a prancha para baixo, pra direita, pra esquerda e retornar à superfície. Não precisa de grandes habilidades, muito menos de curso de mergulho, meu pai (65 anos) fez e adorou!

Uma opção para as noites no arquipélago são as palestras que acontecem no Projeto Tamar. Começam às 20h e no próprio lugar vocês conseguem ver a programação pra semana inteira. O papel fica fixado ao lado da lojinha. Também é possível saber o horário da captura intencional das tartarugas, que acontecem às terças e quintas.




A captura intencional acontece na praia do Sueste. No horário marcado, forma-se um círculo de pessoas ao redor da onde vai acontecer a medição e coleta de dados das tartarugas, os biólogos explicam pra platéia sobre a importância da preservação das tartarugas marinhas e, depois, as liberaram na água. É muito interessante! Um programa pra toda família! Ao final, vocês recebem um carimbo do projeto, que pode ser trocado por um brinde (imã) no projeto Tamar.





Existem vários tipos de trilhas, a  mais concorrida é a trilha do Atalaia. No Atalaia existe a trilha curta, que é possível fazer com agendamento e sem a presença de guia, e a trilha longa, que passa por mais piscinas naturais que a trilha curta e precisa ser agendada por um guia. A dupla demorou tanto pra escolher o guia (mais ou menos R$ 100,00), que acabou não conseguindo fazer a trilha longa, portanto, agendem com antecedência. É possível fazer o agendamento e depois contactar o guia, mas o Dupla de Viagem facilitou sua vida e colocou uma foto (lá em cima) com o contato dos guias indicados ;)

Existem outras trilhas, como a do Forte dos Remédios, onde a subida é feita a pé e requer um certo condicionamento físico (para os mais sedentários ou acima do peso). Várias trilhas que levam às praias ou mirantes, como a que liga a praia do cachorro até a praia da Conceição, passando pela praia do Meio e a que liga a Cacimba do padre até o mirante pra ver o Morro dois irmãos.

As praias são de todos os tipos, desde as de fácil acesso até aquelas que precisam de uma ginástica ou, para alguns, uma boa dose de coragem para entrar, como a praia do Sancho, que possui 2 escadas encravadas em fendas na rocha. Pode ter certeza que, qualquer uma que for a escolhida do dia, vai ser surpreendente! Cada uma mais bonita e encantadora que a outra! Imperdível!!! No próximo post, vou colocar nosso roteiro dia à dia e explicar melhor, sobre cada uma delas.

O mergulho é realizado tanto na modalidade de batismo, quanto para os já credenciados. São 3 empresas que oferecem o passeio: A Atlantis Divers, Noronha divers e Águas Claras. Em geral, as 3 empresas passam credibilidade e são confiáveis, mas conversando com um local, que já trabalhou nas 3, ele indicou a Atlantis ou a Noronha divers. A diferença das 2 é a embarcação e o preço. O barco da Noronha Divers é de madeira, mas muito resistente e o preço um pouco mais em conta.

Pra quem gosta de conhecer a parte histórica, não deixe de visitar o forte, a igreja e o museu da Vila dos Remédios. A noite acontece o forró, no Bar do Cachorro, próximo ao centro histórico.

Outra atração da Ilha é o Museu do Tubarão, que possui um acervo sobre o assunto bem interessante. Ele foge um pouco do conceito clássico de museu, pois funciona dentro de um restaurante e de uma loja de lembranças, além de possuir uma área externa. Ou será que o restaurante e a loja é que funcionam dentro do museu ???? rsrsrs De qualquer forma, dá pra aprender bastante com o lugar....é um passeio bem interessante e nada cansativo.




Com relação ao transporte, existem ônibus que percorrem a Ilha toda, mas acho que demoram a passar. Vi pessoas no ponto de ônibus pedindo carona. Também tem táxi e, pelo o que eu fiquei sabendo, os motoristas cobram um preço fixo, dependendo do trecho que vão levar vocês. Acho que algo em torno de R$20,00 (levando em conta que a rodovia possui 7 km é um valor a considerar, mas que vale a pena se vocês estiverem em grupo). Umas meninas que conhecemos por lá e estavam nesse esquema de táxi, disseram que a ida é tranquila, o problema é a conseguir um táxi pra volta, até porque em algumas praias o sinal do celular não pega. Preferimos alugar um buggy, pela questão da comodidade, mas pode ser uma opção salgada, pois só existe um posto de gasolina (R$ 5,39/L e vocês achando que o que vocês pagavam estava caro rs) e a diária está em torno de R$ 140,00 dependendo da época do ano. Se forem alugar o buggy lembrem-se que não é bom encher o tanque, porque tem muita estrada de terra, com trepidação e pode acabar afogando o carro.



Então, duplas.... é isso aí.....encerramos aqui nosso segundo post de Fernando de Noronha. Esperamos que vocês possam aproveitar as dicas e pra aqueles que já conhecem esse paraíso, deixem aqui seus comentários.


10 comentários:

  1. Vocês tem informação se em Março chove muito? Isso poderia atrapalhar o passeio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Março é um mês que já costuma chover mais em FN. Se ficar apenas nublado não compromete os passeios, mas se chover, sim! Afinal, praia com chuva não combina, né?!? Fui em fevereiro, no carnaval, e peguei um dia de chuva; enquanto ela não passou, não saímos da pousada. Praticamente todos os passeios são ao ar livre e se você estiver de buggy provavelmente vai ficar ensopado ! Espero ter ajudado!

      Excluir
  2. Olá! Estou planejando uma viagem para NY e preciso muito das suas dicas. Como só passarei por lá por 3 dias, preciso de ideias de como aproveitar ao máximo em tão pouco tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruna ! Realmente 3 dias em NY vai ser mto corrido. Além disso, você vai voltar de lá com gostinho de quero mais! Sugiro pegar um ônibus tipo hop on hop off, mas tb dá pra fazer mta coisa a pé! Não deixe de conhecer o Central Park, o Museu de História Natural, o Empire State Building, o Madame Tussaud, fazer um passeio de barco para ver a estátua da liberdade e a Times Square (lógico) !!! Em breve vou publicar um post especial sobre NY. Aguarde!

      Excluir
  3. Olá, gostaria de dicas e referencias de pousadas, desde ja obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Nesse quesito acho que não vou poder te ajudar muito! Fiquei na pousada Corrente Marítima, que é domiciliar e tem uma família muito simpática a frente do negócio. Os quartos ficam na parte de trás e apesar de simples são bem completos (frigobar, ar condicionado, cama box e tv a cabo). O que decepcionou bastante foi o banheiro, que era bem fraquinho! O chuveiro não tinha cortina, divisória e toda vez tínhamos que secar o banheiro todo após o banho! O café da manhã era simples, mas tinha suco, fruta, bolo, pão, queijo e presunto. A outra parte da estadia ficamos no Hotel de trânsito da Aeronáutica, que só é autorizado para militares e dependentes. Boa sorte na procura!

      Excluir
  4. Ola Dupla, Eu e meu dupla aqui vamos a Noronha em fevereiro e fiquei triste de saber que as águas não são tão claras nesse mês. O que vc me diz disso? Pode me ajudar com algumas dicas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Claudia! Olha, dizem que a melhor época para ir pra Noronha é em setembro, mas contrariando a regra, fomos no carnaval e foi ótimo! A beleza de Noronha não se resume a cor de suas águas! A cor do mar sempre varia de acordo com o tempo. Dias ensolarados mostrarão águas mais transparentes e dias nublados águas mais escuras. Talvez essa informação que você pegou se deve ao fato de no verão chover mais e consequentemente deixar as águas mais turvas e os dias mais nublados. Não se preocupe, qdo fomos (passamos 9 dias) e a maior parte foi de muito sol, um chuvisco de noite aqui, uma manhã chuvosa lá, mas nada que comprometesse a viagem! Inclusive a praia que teoricamente era mais brava, foi a que estava mais transparente e sem muitas ondas no dia que fomos, por conta do swell que chegou e inverteu o jogo!

      Excluir
  5. Adoro seu blog! Fiz esta viagem em setemro de 2016 e foi muito bom. Suas orientações foram ótimas!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom ler isso, Regina!!!! Obrigada! Volte sempre!

      Excluir